domingo, 14 de agosto de 2011

RECORDAÇÃO DE UMA VIDA SOLITÁRIA



Todos temos uma Missão

Renata tinha um cuidado extremo de não melindrar o coração das pessoas.
Esse seu jeito fraterno de ser lhe dava um apelido de "docinho de coco" pelo seu netinho caçula.
Que Missão bonita a de se tornar mãe e depois avó!
Seus filhos estavam crescidos e ela havia ficado só. Sim porque ela dava o direito dos seus queridos viverem as suas próprias vidas.
Ainda lhe restava, há pouco tempo, um último semi dependente dela e ela, decidida a romper com o cordão umbilical, se tornou independente para deixá-los livres para construírem o seu mundo na paz e na alegria sem que ela fosse um peso para eles.
Alugou um quarto num pensionato de religiosas e foi lá viver só e se perdia, diariamente, em suas recordações...
Sempre fitava muitas fotos que colecionava desde jovem quando começou a trabalhar.
O curioso é que ela era muito nova em fisionomia para Ter tanto em valores cultivados, com lágrimas e desafios superados e era desapegada a ponto de nada ter a não ser o seu amor retido em prontidão perene para os seus amados. Ah! isso não lhe faltava jamais! Seu coração jorrava amor.
O seu papel nesse mundo ela o havia diligentemente aceito.
Ora por outra, lá ela estava, novamente, a se perder em recordações do tempo vivido junto aos seus e que enchiam plenamente o seu coração terno e dedicado de mãe e avó.

Sendo assim, fitava as suas fotos com a dor da saudade mas com a alegria da Missão cumprida. Num misto de sentimentos diversos que só lhe cabiam e que mesclavam aos seus dias contristando o seu coração algumas vezes mas deixando-na com a consciência reta mesmo diante de algumas acusações que lhe feriam à sua alma sofrida.
Quem a conhecia, mais profundamente, via nela a imagem da solidão perene e não entendia porque ela sempre tinha um sorriso aberto e delicado mesmo quando percebiam que ela nada mais tinha... mobília... exageros... supérfluos... Que nada!
Só muito amor no coração e solidão d'alma...

4 comentários:

  1. Encontrei abertura para um comentário, complexo como sempre.
    Quero escrever para orvalho do Céu.
    Estou no caminho certo? Se não estou, me desculpem.

    Queria falar de um texto bonito que li, mas com tanta procura, já não sei que li. lamento profundamente e não torno a incomodar.

    Maria luísa

    ResponderExcluir
  2. Que cantinho iluminado pela presença de Deus! Já estou seguindo com alegria. Ficarei contente com sua doce presença em meus cantinhos também:
    nospassosdejesusamor.blogspot.com
    docessonhosdepapel.blogspot.com

    Que Deus a abençoe!
    Abraços,
    Angela

    ResponderExcluir
  3. Oi! Gostei muito deste cantinho! Cheio de paz e muita luz de Deus! Já estou seguindo. Convido você a conhecer meus bloguinhos também. Meu nome é Joana , tenho 12 anos e sou coroinha em minha comunidade.

    sorrindocomjesus.blogspot.com
    entresonhos2.blogspot.com

    Que Deus a proteja sempre!
    Com carinho,Joana

    ResponderExcluir
  4. linda citação!
    bjs Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu ardor missionário.